Apresentação Enredo 2018

Um enredo que pudesse traduzir o fascínio, a magia do Maranhão, através da singela fidalguia de seu povo, da riqueza de seu meio ambiente e da expressiva diversidade de seu patrimônio cultural.

Foi esse, o nosso propósito, ao conceber e delinear o projeto deste enredo, que se constitui, antes de tudo, num terno afago no corpo dessa cidade cativante, de codinomes aparentemente tão antagônicos como Ilha do Amor, Ilha Rebelde, Cidade dos Azulejos, Athenas Brasileira, Terra das Palmeiras e atualmente Jamaica Brasileira.

Procuramos dessa maneira, não excluir deliberadamente nada que fosse representativo à compreensão do perfil de nossa composição étnica, passando pelos ritos devocionais, de sentido religioso, até às festas populares, de caráter mais essencialmente profano. Do mesmo modo, tentamos reunir aqui a força criativa com que o homem interpreta a realidade para transformá-la, sob as mais diversas formas de manifestação artística, com motivações utilitárias ou estéticas, mais pelo seu significado expressivo do que pelo seu conteúdo formal. De modo que, com esse sentido de abrigar, de reunir, pudéssemos ir materializando a alma da cidade, para entregá-la às pessoas, da forma mais artística e plasticamente perceptiva.

No centro dessa emoção, o homem, como seu agente principal, como fim último, e seu meio ambiente, donde retira a sobrevivência, a partir das águas do mar, dos rios, dos mangues, da flora e da fauna, da sabedoria da cura pelas ervas do mato, do sabor das frutas de época, do tempero quente da culinária, da melodia dos versos de seus poetas, artistas, cantores e compositores, e do canto sonoro de seus pássaros. O homem e seu meio urbano. A presença da cidade e a imponência de suas formas arquitetônicas, provindas do Império, com o ecletismo, da República e a singeleza de suas moradias populares.

Realizamos uma minuciosa pesquisa sobre o Estado e seus habitantes, buscando mesmo, no subsolo cultural de seu povo, os fetiches, na simbologia das danças e dos ritos. Para isso, no entanto, optamos pela linguagem carnavalizada, tão rica pela sugestão de suas cores e formas, para eternizar as emoções mais profundas, colhidas nos flagrantes que o cotidiano nos ofereceu. Registramos os elementos mais simbolicamente significativos dessa cultura, por representarem herança histórica, por serem referenciais de decisiva importância à compreensão da natureza, dos usos e costumes dos habitantes. Vamos conhecer um pouco de seus encantos, culturas, tradições que existem em São Luís e no estado do maranhão, pouco conhecido dos brasileiros.

Estamos contribuindo para a preservação de nossa memória e de nossa identidade cultural do nosso povo, do nosso Brasil.